07 junho 2014

Desabafos de uma Jovem Açoriana no mundo do (des)emprego - Um pouco mais de mim -





Hoje  venho aqui com um desabafo que me consome vai para 4 anos...
Era eu uma adolescente ingénua que achava que tinha o mundo na mão e ia candidatar-me à Universidade. A coisa correu mal, chumbei a Historia, la tinha que ficar mais um ano cá a tirar Historia de novo... Lá se ia a ideia de liberdade e de me livrar de um ambiente de opressão e tensão constante. 
Mas não estava tudo perdido, daí a um ano voltaria a tentar. Não seria fácil e teria que estudar e trabalhar ao mesmo tempo para pagar as propinas, mesmo assim estava disposta a tudo! 
Mais um ano decorria normalmente e aos 18 tive que ir trabalhar e os estudos foram ficando de lado... Mesmo assim ainda nada estava perdido, havia tempo.

Depois de tanta turbulência e de a vida ter dado tantas voltas...o pior acontece! Minha mãe é diagnosticada com cancro... o meu porto de abrigo,  minha força, minha inspiração, tudo o que eu tinha na vida era ela. Depois de uma vida de dor e sofrimento, ao lado de um homem que nunca soube dar nada, em que a única coisa boa, desse inferno chamado casamento, foram os filhos, eu e mais dois rapazes, ... mesmo depois de 20 anos disso, é diagnosticada com cancro. Acabou-se a Universidade, eu não a ia deixar nunca! 
Foram 2 anos de doença e luta...até que um dia tudo acaba, acaba-se a dor, acaba-se a luta e fico eu, sozinha! E agora? O homem a quem chamo de pai viveu comigo 22 anos e no entanto é um estranho para mim...como vou viver sem ela? Era ela que me orientava e dizia o que fazer. Se eu achava que tinha sofrido... sabia de nada inocente! Era agora que a verdadeira batalha ia começar.
Fiz um curso profissional, estagiei e achei que e a minha vida ia descolar... FUI DESPEDIDA! Iam cortar no pessoal, não podiam me manter. TIVE QUE VOLTAR!
Voltei para o inferno que a minha mãe viveu 20 anos...Que hipótese tinha eu?
Desde ai emprego só temporário, de verão normalmente. Já lá vão 4 anos desde que voltei e casa dia é mais difícil. Isto está tão mau que nem para lavar chão contratam ninguém. E eu que faço? Sou sujeita a tudo o que se possa imaginar para ter um tecto. Violência verbal, bulling, ameaças, discussões, sinto-me mal na minha própria casa. Se eu queria estar aqui? Não! Mas graças e tudo o que o nosso País está passando, eu estou aqui presa! Nem posso me expressar como gostaria nem fazer as coisas que mais gosto porque não em deixam. Isto não é uma casa é mais um quartel!

Há quem queira tudo eu só queria um emprego!!! Um passaporte para a liberdade, por mim e pela minha mãe que nunca se conseguiu libertar disto e com ela era bem pior...muitas vezes acabou no hospital...
Terei eu feito mal a alguém que mereça isto?
EU SÓ PEÇO UM EMPREGO! Com o mínimo eu vivo, mas aqui com tudo eu não quero viver!
Há dias que a raiva, a dor e a humilhação faz-me pegar em tudo e querer ir debaixo de uma ponte...mas tenho dois gatinhos e é sempre neles que penso :( 

Açores é bonito mas horrível para quem vive cá e luta dimanante pela sua independência. Para alem da falta emprego as pessoas são mesquinhas e sempre que puderem sentam-se à tua porta À espiar a tua vida e quando acham que sabem algo vão espalhar. Quando dás por ti todos te olham de lado e nem sabes porque.
Difícil? Sim! Impossível? Começo a achar que sim.
Perdi todos os sonhos que tinha em mim e hoje sou apenas metade daquilo que já fui.
Só queria um emprego, um passaporte para a liberdade... :'( 













14 comentários:

  1. oh querida ja pensaste seriamente em emigrar ?

    forca muitos beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho mais uma "irmã" que vive comigo aqui que está na mesma situação!
      E íamos para onde? Como? Eu não sei... já me aventurei uma vez em Lisboa e não deu certo :(

      Eliminar
  2. eu estou no reino unido a 6 anos ,primeiro ano ca foi muito sofrimento mas antes isto do que voltar pa ilha da madeira ( minha terra ) sem nada ! ja passei fome nem um tecto pa dormir ,mas levantei me !
    tens que por os pontos nos is e decidir o que realmente queres da tua vida ! lutar plo teu futuro! es tao nova nao te podes deixar ficar em baixo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois o meu medo é esse, o problema é que não estou sozinha tenho os meus animais e nunca os vou deixar para trás! Se os deixo aqui ele mete-os na rua à sua sorte... E não ter o que dar a ele assusta-me muito :(

      Eliminar
  3. Olá Bia :)

    Não é nada fácil... Eu se souber de algo por cá aviso-te ;)

    ResponderEliminar
  4. Minha princesa guerreira! Gostava imenso de te conseguir ajudar, mas lisboa também anda um caos para emprego, mas se souber de algo digo-te!

    Força <3

    ResponderEliminar
  5. Lamento muito a tua situação querida. Espero que tudo melhore e que consigas viver uma vida digna e feliz. Beijo

    ResponderEliminar
  6. Bem não sabia da existência deste post...já sei da tua situação porque já conversamos algumas vezes sobre isso mas ler este teu texto deixou-me mesmo de lágrimas nos olhos. Quem me dera poder ajudar-te, eu seria a primeira pessoa que te arrancaria daí, dessa vida vazia, mas infelizmente não sei como o fazer nem conheço quem te possa ajudar amorinha :/ No entanto podes contar sempre com as minhas palavras e o meu ombro amigo para o que for preciso, já que mais que isto não te posso dar. És uma lutadora, acredito que a tua mãe onde quer que esteja está orgulha da guerreira que criou. Lamento imenso que essa doença ruim tenha atingido o teu abrigo, nem quero imaginar-me nessa situação, dá um nó na garganta. Por favor nunca deixes de lutar por ti e pelo teu futuro, só espero que a vida um dia te dê tudo aquilo que mais mereces. Enquanto isso olha vai-te agarrando às pessoas boas que vão aparecendo na tua vida e nunca baixes os braços. Sei que deve ser muito difícil a situação que passas todos os dias em casa mas acredita que no dia em que tu o abandonares ele vai pensar muito nisso e aperceber-se do quão boa eras para ele e do valor que tinhas. Gosto muito de ti e não quero ver-te triste. Sei que se calhar é pedir muito mas anima-te! Pensa que nós gostamos muito de ti e que só não te damos uma mão porque não sabemos como. um beijinho muito grande cheio de força. Qualquer coisa estou aqui pequena* Love you <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada minha Márcia ❤
      São as pessoas que vou encontrando neste mundo virtual que dão alguma vida e alegria aos meus dias!
      São as vossas palavras que me dão alento e me "distraem" da vidinha vazia que tenho aqui...
      Eu só preciso das vossas palavras todos os dias para me manter viva, mais nada ❤
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Aaawww tão querida, de nada. Enche-me o coração saber que somos a tua alegria. Enquanto que estás connosco estás com deus eheh :D Eu cá não vou descolar de ti, por isso ainda tens muito que aturar :P Um beijinho*

      Eliminar
  7. É preciso muito força para determinadas alturas!!!

    ResponderEliminar